HOME Empresa Pragas Serviços ORÇAMENTO
HOME
Empresa
Pragas
Serviços
ORÇAMENTO
Contato
Tire sua Dúvida
Equipamentos
Inseticidas
Métodos
Veja os links
 Aranha de Jardim
 Aranha Marrom
 Aranha Viúva Negra



                Aranha Armadeira             
            As aranhas são artrópodes do Subfilo Cheliceriformes e pertencem à Classe Arachnida, que abrange também os escorpiões, opiliões, ácaros, e pseudoscorpiões dentre outros.
            O desenvolvimento é direto, o número de mudas exigido para atingir a maturidade sexual varia de acordo com a espécie. A temperatura é um dos principais fatores controladores primários na determinação do padrão de ciclo de vida. Isso significa que espécies de regiões temperadas podem passar o inverno inteiro na forma imatura e, quando o verão começa, elas atingem a maturidade sexual.

           Considerando o numero de espécies, o numero de indivíduos e o fato de todas, exceto Uloboridae e Heptathelidae , serem providas de glândulas de veneno, são pouquíssimas as aranhas importantes do ponto de vista médico. Estas são as aranhas  importantes do ponto de vista médico. Estas são as aranhas perigosas (aranha armadeira,aranha marrom,aranha de jardim, aranha viuva negra). Segundo Bucherl (1972), registros de acidentes ocorridos com pacientes atendidos no hospital Vital Brasil, do instituto Butantã, mostram que entre nós, na maioria dos casos, eles são provocados por aranhas do gênero Phoneutria (  aranha armadeira ). De maior gravidade, vêm, em segundo lugar, os causados pelo gênero Lycosa( aranha de jardim). Muito menos freqüentes, porem, comumente de alta gravidade, em terceiro vêm as do gênero Loxosceles ( aranha marrom ), em quarto estão as Latrodectus ( aranhas viúvas-negras ). 
            O araneísmo, ou seja, o envenenamento causado por picadas de aranhas, é com freqüência  designado mais particularmente por termos relacionados com o nome genérico do agente causador, como, por exemplo: loxoscelismo ( de Loxosceles), latrodectismo ( de Latrodectus) etc

            A picada de aranha é sempre caracterizada por aparecimento de duas pequenas perfurações na pele, no local atingido. São as marcas produzidas pelas quelíceras. Esse par de orifícios nunca aparece em caso de picada  de escorpião ou de inseto provido de ferrão.

 



armadeiraArmadeira 
Classe: Arachnida
Ordem:
Araneae 
Família: Theridiidae

Nome Científico: Phoneutria nigriventer

Nome vulgar: Aranha armadeira 

Olhos dispostos em três filas: 2/4/2 a partir da margem da carapaça.
- P. fera e P. reidyi - região Amazônica;
- P. nigriventer - Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo
  e Santa Catarina;
- P. keyserlingi - Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina

         Phoneutria (armadeira)– representado amplamente no Brasil, esse gênero ocorre também fora do território brasileiro: Uruguai, Argentina, Bolívia. De acordo com o Hospital Vital Brasil(1984), no Estado de São Paulo ocorrem duas espécies de aranha armadeira: Phoneutria nigriventer e Phoneutria Keyserlingi. O nome popular, armadeira, dados as aranhas desse gênero, provém da atitude que elas tomam para se defender. Diante de uma ameaça real ou suposta, erguem as pernas dianteiras, elevam o corpo sobre as traseiras e o balançam de um lado para o outro ameaçadoramente, prontas para atacar. De hábitos noturnos e crepusculares, solitárias e errantes, permanecem durante o dia em esconderijos escuros. P. nigriventer é importante por sua agressividade e pela freqüência dos acidentes que ocasiona. É comum e de identificação relativamente fácil. O nome nigriventer diz respeito à cor negra de ventre, em fêmeas adultas (vermelha em jovens e machos). O corpo é castanho acinzentado, havendo sobre o abdome manchas claras formando um par de fieiras longitudinais, ás vezes pouco evidentes, e de cada lado,filas de manchas dispostas obliquamente. As quelíceras são providas de cerdas avermelhadas nos artículos basais, sendo os distais pretos. Um pouco maiores que os machos, as fêmeas medem aproximadamente 3,5 cm  suas perna chegam a 5 cm. Machos normalmente têm 1 cm mais longas. Os olhos, em numero de oito, são dispostos em grupos de dois, quatro e dois. P nigriventer(aranha armadeira) ocorre em Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e daí  para o sul até o Uruguai e norte da Argentina. Para oeste, ultrapassa os limites do Estado de São Paulo. È bastante freqüente nas adjacências da capital paulista.
          Veneno e Araneísmo

          Segundo informações do Hospital Vital Brasil(1984), são atendidos anualmente, nesse hospital, uns 600 casos de picada por representantes desse gênero(aranha armadeira), sendo maior freqüência de tais acidentes em épocas mais fria, quando as aranhas aramadeiras procuram abrigo nas residências , dentro das quais ocorrem 90% dos acidentes. O numero desse acidentes evidencia a primazia dessas aranhas armadeiras em agressividade, entre todos os representantes da ordem. No homem, o veneno da aranha armadeira, que é neurotóxico, atua principalmente sobre o sistema nervoso periférico. Causa inicialmente intensa dor local, que se propaga depois para regiões adjacentes. No caso de um dedo, por exemplo, acaba por atingir a base do membro. Há abaixamento de pressão, prostração, võmito, tontura, dificuldade respiratória (dispnéia), secreções glandulares abundantes, espasmos, etc. A dor pode ser atenuada com injeção local de 4 ml de anestésico do tipo lidocaína ( 2% sem adrenalina). Podem ser aplicadas até três doses, com intervalos de uma hora entre uma e outra. É esse o único tratamento aplicado pelo Hospital Vital Brasil em 95% dos casos de picada por aranha armadeira. Soroterapia específica ( como soro antiaracnídico ) deve ser empregada se a dor não cessar depois desse tratamento. Em acidentados menores de 7 anos, a dose é de 5-10 ampolas, por via subcutânea ou endovenosa. Compressas quentes e sedativos são igualmente recomendados.




Site Map